Simples Nacional: Projeto permite adesão ao regime com receita de 2020

3 set, 2020 | Notícias Tributárias | 0 Comentários

O Projeto de Lei Complementar 212/20 permite empresas aderirem ao Simples Nacional, regime tributário diferenciado para micro e pequenos empreendimentos, ao longo do ano de 2020, a partir de receitas do mesmo ano.

O Estatuto da Micro e Pequena Empresa caracteriza a empresa como micro ou pequena de acordo com a receita bruta do ano-calendário anterior. A opção pelo Simples Nacional, regime tributário diferenciado para essas empresas, é irretratável para todo o ano-calendário.

Pela proposta, do deputado Léo Moraes, a receita bruta mensal das empresas deve estar na proporção equivalente aos limites do Simples Nacional nos meses anteriores ao da opção.

A proposta também permite que essas empresas, mesmo no caso de microempreendedores individuais (MEI), tenham sócios de outros empreendimentos. O texto tramita na Câmara dos Deputados.

Segundo Moraes, as medidas do governo federal para ajudar as micro e pequenas empresas na pandemia de Covid-19 são insuficientes. Ele reconheceu que a readequação demandará intenso trabalho de reajuste no planejamento fiscal da União, estados e municípios.

“Não podemos perder de vista que estamos passando por uma crise sem precedentes, que demanda medidas excepcionais por parte do Poder Público.”

A parcela da receita bruta do ano-calendário de 2020 que exceder R$ 4,8 milhões de receita bruta anual, limite para caracterizar pequena empresa segundo a legislação, não alterará o enquadramento dado à entidade. Atualmente, se o limite é extrapolado,a empresa deixa de fazer parte do Simples Nacional.

 

Fonte: Receita Federal do Brasil

Curso Gestão Tributária de Contratos e Convênios

Participe do Curso Gestão Tributária, o evento mais completo do mercado acerca da incidência do INSS, IRRF, CSLL, PIS/Pasep, Cofins e ISS na fonte. É o único com carga horária de 24 horas-aula distribuídas ao longo de três dias consecutivos.

curso retenção de impostos

Publicações recentes

efd-contribuicoes-confira-a-nova-versao-do-programa

EFD-Contribuições: confira a nova versão do programa

A nova versão 5.0.1 do programa da EFD-Contribuições flexibiliza a validação e transmissão das escriturações das Sociedades em Conta de Participação. (…)

gt-cast-29-maio-e-junho-2021-o-seu-podcast-sobre-gestao-tributaria

GT Cast #29 – Maio e Junho/2021 – O seu podcast sobre gestão tributária

Nesta edição falamos sobre a resolução da tese do século pelo STF, que definiu que o ICMS a ser excluído da base de cálculo do PIS e da Cofins é o destacado na nota (…)

como-analisar-a-atividade-de-veiculacao-de-propaganda-e-publicidade-para-fins-de-incidencia-do-iss

Como analisar a atividade de veiculação de propaganda e publicidade para fins de incidência do ISS?

Para explicar como analisar a atividade de veiculação de propaganda e publicidade para fins de incidência do ISS, o professor Gustavo Reis, durante uma aula (…)

escritorio-de-contabilidade-e-o-responsavel-pelo-cadastro-de-uma-empresa-no-cno

Escritório de contabilidade é o responsável pelo cadastro de uma empresa no CNO?

Confira a solução para o questionamento enviado por Adilson Afonso:  Sobre o cadastro CNO, o escritório de contabilidade está incumbido a fazer? (…)

Arquivos

Posts relacionados

Seu comentário é bem-vindo!

Adicione seu comentário ou deixe sua pergunta.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *