CSLL: Lei aumenta alíquotas do setor financeiro

16 jul, 2021 | Notícias Tributárias | 0 Comentários

CSLL: Lei aumenta alíquotas – Norma aumenta alíquotas de contribuição para instituições financeiras e estabelece novas regras para centrais petroquímicas e apostas de loterias.

CSLL: Lei aumenta alíquotas do setor financeiro

O Diário Oficial da União publicou nesta quinta-feira (15) a Lei 14.183 que altera a alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) devida pelas pessoas jurídicas do setor financeiro.

Além disso, a norma estabelece regras para a isenção de IPI sobre aquisição de veículos para deficientes, novas alíquotas para centrais petroquímicas e apostas de loterias. Confira.

CSLL para instituições financeiras

Com a medida, as instituições financeiras estão sujeitas à alíquota de contribuição de 20% sobre o Lucro Líquido até dezembro de 2021. Contudo, a cobrança será reduzida para 15% a partir de janeiro de 2022.

Para as demais pessoas jurídicas, consideradas bancos de qualquer espécie, a cobrança passará a ser de 25% até o dia 31 de dezembro de 2021 e 20% a partir de 1º de janeiro de 2022.

IPI na aquisição de veículos para deficientes

Além disso, a lei retira a isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) concedida a pessoas com deficiência na compra de automóveis com valores superiores a R$140 mil. A medida é válida por três anos sob pena de multas.

Para os demais casos, ou seja, quando o valor do veículo for menor do que o especificado no texto, a isenção poderá ser reconhecida pela Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil.

Alíquotas de centrais petroquímicas

Na importação de nafta petroquímica, etano, propano e butano, destinados à produção de eteno e propeno, as contribuições serão calculadas mediante aplicação das seguintes alíquotas:

– 1% (um por cento) e 4,6% (quatro inteiros e seis décimos por cento), para os fatos geradores ocorridos nos anos de 2018 a 2020 e nos meses de janeiro a junho de 2021;

– 1,13% (um inteiro e treze centésimos por cento) e 5,2% (cinco inteiros e dois décimos por cento), para os fatos geradores ocorridos nos meses de julho a dezembro de 2021;

– 1,26% (um inteiro e vinte e seis centésimos por cento) e 5,8% (cinco inteiros e oito décimos por cento), para os fatos geradores ocorridos no ano de 2022;

– 1,39% (um inteiro e trinta e nove centésimos por cento) e 6,4% (seis inteiros e quatro décimos por cento), para os fatos geradores ocorridos no ano de 2023; e

– 1,52% (um inteiro e cinquenta e dois centésimos por cento) e 7% (sete por cento), para os fatos geradores ocorridos no ano de 2024.

Já a contribuição de PIS/Pasep na venda desses produtos passa a ser de:

– 1% (um por cento) e 4,6% (quatro inteiros e seis décimos por cento), para os fatos geradores ocorridos nos anos de 2018 a 2020 e nos meses de janeiro a junho de 2021;

– 1,13% (um inteiro e treze centésimos por cento) e 5,2% (cinco inteiros e dois décimos por cento), para os fatos geradores ocorridos nos meses de julho a dezembro de 2021;

– 1,26% (um inteiro e vinte e seis centésimos por cento) e 5,8% (cinco inteiros e oito décimos por cento), para os fatos geradores ocorridos no ano de 2022;

– 1,39% (um inteiro e trinta e nove centésimos por cento) e 6,4% (seis inteiros e quatro décimos por cento), para os fatos geradores ocorridos no ano de 2023; e

– 1,52% (um inteiro e cinquenta e dois centésimos por cento) e 7% (sete por cento), para os fatos geradores ocorridos no ano de 2024.

Apostas de loterias

A lei também altera a arrecadação de apostas de loterias. A quota fixa será destinada da seguinte forma:

Em meio físico:

– 80% (oitenta por cento), no mínimo, para o pagamento de prêmios e o recolhimento do Imposto de Renda incidente sobre a premiação;

– 0,5% (cinco décimos por cento) para a seguridade social;

– 1% (um por cento) para as entidades executoras e unidades executoras próprias das unidades escolares públicas de educação infantil, ensino fundamental e ensino médio que tiverem alcançado as metas estabelecidas para os resultados das avaliações nacionais da educação básica, conforme ato do Ministério da Educação;

– 2,5% (dois inteiros e cinco décimos por cento) para o FNSP;

– 2% (dois por cento) para as entidades desportivas da modalidade futebol que cederem os direitos de uso de suas denominações, suas marcas, seus emblemas, seus hinos, seus símbolos e similares para divulgação e execução da loteria de apostas de quota fixa;

– 14% (quatorze por cento), no máximo, para a cobertura de despesas de custeio e manutenção do agente operador da loteria de apostas de quota fixa; e

Em meio virtual:

– 89% (oitenta e nove por cento), no mínimo, para o pagamento de prêmios e o recolhimento do Imposto de Renda incidente sobre a premiação;

– 0,25% (vinte e cinco centésimos por cento) para a seguridade social;

– 0,75% (setenta e cinco centésimos por cento) para as entidades executoras e unidades executoras próprias das unidades escolares públicas de educação infantil, ensino fundamental e ensino médio que tiverem alcançado as metas estabelecidas para os resultados das avaliações nacionais da educação básica, conforme ato do Ministério da Educação;

– 1% (um por cento) para o FNSP;

– 1% (um por cento) para as entidades desportivas da modalidade futebol que cederem os direitos de uso de suas denominações, suas marcas, seus emblemas, seus hinos, seus símbolos e similares para divulgação e execução da loteria de apostas de quota fixa;

– 8% (oito por cento), no máximo, para a cobertura de despesas de custeio e de manutenção do agente operador da loteria de apostas de quota fixa.

A taxa de fiscalização será recolhida até o dia dez do mês seguinte ao da distribuição da premiação.

Contribuição para a seguridade social

Em relação ao pagamento de contribuição para a seguridade social incidente sobre o produto da arrecadação às alíquotas de:

–  0,10% (dez centésimos por cento), no caso das apostas em meio físico; e

–  0,05% (cinco centésimos por cento), no caso das apostas em meio virtual; e

Imposto de Renda

Já para o Imposto de Renda, deverão ser pagos:

– 0,82% (oitenta e dois centésimos por cento) às entidades executoras e unidades executoras próprias das unidades escolares públicas de educação infantil, ensino fundamental e ensino médio que tiverem alcançado as metas estabelecidas para os resultados das avaliações nacionais da educação básica, conforme ato do Ministério da Educação;

– 2,55% (dois inteiros e cinquenta e cinco centésimos por cento) ao FNSP;

– 1,63% (um inteiro e sessenta e três centésimos por cento) às entidades desportivas brasileiras que cederem os direitos de uso de suas denominações, suas marcas, seus emblemas, seus hinos, seus símbolos e similares para divulgação e execução da loteria de apostas de quota fixa; e

– 95% (noventa e cinco por cento), no máximo, à cobertura de despesas de custeio e manutenção do agente operador da loteria de apostas de quota fixa.

Fonte: Receita Federal do Brasil

A notícia “CSLL: Lei aumenta alíquotas do setor financeiro” foi útil para você? Veja também: Receita Federal lança nova versão de sistema de emissão de DARF

ENTRE EM CONTATO CONOSCO:

[Entre no nosso canal no Telegram e receba conteúdos exclusivos!]

Para entrar em contato conosco e tirar dúvidas, envie um e-mail para: [email protected]

Se quiser receber os conteúdos semanais do Foco Tributário e as novidades dos produtos da Open Treinamentos diretamente em seu celular, envie uma solicitação para nosso WhatsApp clicando aqui.

O Foco Tributário é patrocinado pela Open Treinamentos. Para conhecer os cursos e treinamentos da Open, basta clicar aqui para acessar o site. Caso haja alguma dúvida, envie-nos uma mensagem! Estaremos prontos para atendê-lo(a).

Curso Gestão Tributária de Contratos e Convênios

Participe do Curso Gestão Tributária, o evento mais completo do mercado acerca da incidência do INSS, IRRF, CSLL, PIS/Pasep, Cofins e ISS na fonte. É o único com carga horária de 24 horas-aula distribuídas ao longo de três dias consecutivos.

curso retenção de impostos

Publicações recentes

efd-contribuicoes-confira-a-nova-versao-do-programa

EFD-Contribuições: confira a nova versão do programa

A nova versão 5.0.1 do programa da EFD-Contribuições flexibiliza a validação e transmissão das escriturações das Sociedades em Conta de Participação. (…)

gt-cast-29-maio-e-junho-2021-o-seu-podcast-sobre-gestao-tributaria

GT Cast #29 – Maio e Junho/2021 – O seu podcast sobre gestão tributária

Nesta edição falamos sobre a resolução da tese do século pelo STF, que definiu que o ICMS a ser excluído da base de cálculo do PIS e da Cofins é o destacado na nota (…)

como-analisar-a-atividade-de-veiculacao-de-propaganda-e-publicidade-para-fins-de-incidencia-do-iss

Como analisar a atividade de veiculação de propaganda e publicidade para fins de incidência do ISS?

Para explicar como analisar a atividade de veiculação de propaganda e publicidade para fins de incidência do ISS, o professor Gustavo Reis, durante uma aula (…)

escritorio-de-contabilidade-e-o-responsavel-pelo-cadastro-de-uma-empresa-no-cno

Escritório de contabilidade é o responsável pelo cadastro de uma empresa no CNO?

Confira a solução para o questionamento enviado por Adilson Afonso:  Sobre o cadastro CNO, o escritório de contabilidade está incumbido a fazer? (…)

Arquivos

Posts relacionados

Seu comentário é bem-vindo!

Adicione seu comentário ou deixe sua pergunta.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *