Como calcular o IR sobre pagamentos realizados com atraso?

10 nov, 2020 | IRRF, Vídeos | 0 Comentários

Confira agora um trecho da quarta live do curso Especialista em Retenções Tributárias (entre na lista de interessados) realizada In Company para o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, em que tratamos do cálculo do IR em pagamentos realizados com atraso.

Dentro do exemplo de aluguel de imóvel de pessoa física, há um questionamento a se fazer que diz respeito aos pagamentos realizados com atraso. Consideremos o atraso nos pagamentos de novembro de 2019, dezembro de 2019 e janeiro de 2020, a pergunta é: Como fica o cálculo da retenção do Imposto de Renda se tudo for pago em fevereiro de 2020?

Com relação a esses pagamentos realizados com atraso, a primeira coisa a se observar é qual o tratamento dos Rendimentos Recebidos Acumuladamente (RRA). Quando há parcelas referentes a anos-calendários anteriores, elas são tributadas em separado dos demais rendimentos e é necessário fazer uma adaptação na tabela progressiva do Imposto de Renda; qual é a mudança? É preciso multiplicar os limites da tabela progressiva pelo número de parcelas a que se refere os anos-calendários anteriores. 

No caso apresentado, as parcelas dos pagamentos realizados com atraso referente aos meses de novembro e dezembro de 2019 serão calculadas separadamente da parcela de janeiro de 2020. As parcelas de novembro e dezembro, já que são duas competências do ano-calendário anterior, serão calculadas em cima de uma nova tabela progressiva.

Como ficaria esse cálculo? Para o ano-calendário de 2019, há um total de R$ 5000 dos aluguéis de novembro de dezembro e uma nova tabela multiplicada por dois, então o limite de isenção que é de R$1930 reais vai ser multiplicado por dois, resultando num valor aproximado de R$3800 e fração. Se multiplicarmos todas as faixas, perceberemos que o valor de R$5000 vai se enquadrar na faixa de tributação da alíquota de 7,5% o que vai resultar num valor de retenção de R$ 89,40. Já na parcela de R$ 2500 referente a janeiro de 2020, a retenção também é pela primeira faixa, de 7,5%, com a parcela a deduzir, e, neste caso, teremos uma retenção de R$44,70.

Quando esses valores são somados, temos um valor muito inferior ao que teria sido aplicado se a retenção sobre os pagamentos realizados com atraso ocorresse sobre os R$ 7500 segundo o regime de caixa, como acontecia até 2015, antes da edição da medida provisória que alterou o tratamento dos rendimentos recebidos acumuladamente.

 

Veja também: Incide IRRF nos aluguéis pagos à pessoa física através de imobiliária?

[Entre no nosso canal no Telegram]

Para entrar em contato conosco e tirar dúvidas, envie um e-mail para: [email protected].

Se quiser receber os conteúdos diretamente em seu celular, envie uma solicitação para nosso WhatsApp: +55 71 9 9385-2662.

Curso Gestão Tributária de Contratos e Convênios

Participe do Curso Gestão Tributária, o evento mais completo do mercado acerca da incidência do INSS, IRRF, CSLL, PIS/Pasep, Cofins e ISS na fonte. É o único com carga horária de 24 horas-aula distribuídas ao longo de três dias consecutivos.

curso retenção de impostos

Publicações recentes

as-novas-sistematicas-de-intermediacao-de-negocios-e-a-incidencia-dos-tributos-em-cascata

As novas sistemáticas de intermediação de negócios e a incidência dos tributos em cascata

Confira o que os professores têm para pontuar a respeito das novas sistemáticas das intermediações de negócios e a incidência dos tributos em cascata. Para colocar em (…)

como-reduzir-o-volume-de-emissao-de-nfs-na-contratacao-do-mesmo-servico-para-diversos-municipios

Como reduzir o volume de emissão de NFs na contratação do mesmo serviço para diversos municípios?

Na terceira live do curso Especialista em Retenções Tributárias, com base em uma das colocações do (…)

efd-reinf-campo-vlrcraquissusp-dos-eventos-de-retorno-r-5001-e-r-5011

EFD-Reinf – Campo vlrCRAquisSusp dos eventos de retorno R-5001 e R-5011

Comunicamos que o campo dos eventos de retorno R-5001 e R-5011 foram publicados equivocadamente nos leiautes da versão 1.5.1 da EFD-Reinf (…)

local-de-incidencia-do-iss-no-agenciamento-de-leasing

Local de incidência do ISS no agenciamento de leasing

Um dos principais assuntos ao falar de ISS é o local de incidência. Marcado por diversas mudanças entre 2016 e 2020, esse é o tema tratado neste vídeo pelos professores, (…)

Arquivos

Posts relacionados

Seu comentário é bem-vindo!

Adicione seu comentário ou deixe sua pergunta.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *